EDUCAÇÃO

Voltar
23/05/2019 | 13h12 | Seduce

Alunos de colégio de tempo integral em Iporá conquistam cinco medalhas em Olimpíada Internacional de Matemática


Seduce

 semana começou com uma excelente notícia para alunos e professores do Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Osório Raimundo de Lima, em Iporá. A escola conquistou nada menos do que cinco medalhas na Olimpíada Matemática sem Fronteiras (Mathématiques sans Frontières), uma competição internacional que tem a participação de crianças e jovens de todas as partes do mundo.

Os estudantes se destacaram tanto em nível estadual quanto nacional. Na fase estadual, o Ensino Fundamental (8º e 9º anos) garantiu medalha de Ouro e o Ensino Médio (1ª, 2ª e 3ª série) medalha de Prata. Já na etapa nacional, a escola assegurou as medalhas de Ouro (9º ano do Ensino Fundamental), Prata (8º ano do Fundamental) e Bronze (três séries do Ensino Médio).

A classificação na fase nacional dá aos alunos o direito de participarem da finalíssima, que será realizada na China no mês de novembro. “A olimpíada prevê essa viagem internacional aos ganhadores da medalha de Ouro em nível nacional e nosso intuito é embarcar com eles para essa experiência de intercâmbio”, destacou a coordenadora regional de educação de Iporá, Regiane Cândido.

Para ela, os resultados do Cepi Osório Raimundo de Lima no Matemática sem Fronteiras é fruto de um trabalho sério com foco na aprendizagem. Regiane também parabenizou toda a equipe pedagógica do colégio, que acreditou no potencial dos estudantes e trabalhou intensamente para o desenvolvimento das habilidades cognitivas dos estudantes.

Proficiência

As provas da olimpíada foram aplicadas mundialmente no dia 5 de abril deste ano e o resultado foi divulgado na última segunda-feira (20/5). Em clima de festa, a direção do Cepi promoveu esta semana uma cerimônia de entrega simbólica das medalhas aos alunos.

A diretora Alessandra Ávila fez questão de ressaltar que o resultado da competição representa a coroação do trabalho de toda a equipe do Centro de Ensino em prol do aprendizado. “Estou muito orgulhosa, pois uma notícia como essa é o que nos impulsiona a trabalhar por uma educação pública de qualidade”.

Oficinas de Matemática

Alessandra frisa que embora não haja uma premiação em dinheiro, só de saber que, em termos de aproveitamento, os estudantes estão no caminho certo já é uma vitória importante, visto que hoje o maior desafio da rede pública estadual é melhorar a proficiência em Matemática e Língua Portuguesa.

A professora Elisângela Falcão reconhece o esforço dos professores e aproveita para elogiar a dedicação dos estudantes. “Essa conquista é mais do que merecida. Nossos alunos se dedicaram muito, ficaram além do período regular das aulas e por isso foi muito emocionante saber desse resultado”.

Coordenadora de Exatas no Cepi, Klébia Dias Soares Machado conta que, à princípio, não imaginou a possibilidade da escola se destacar na competição de nível internacional, pois se tratava de alunos que sempre estudaram na rede pública. “Mas nós confiamos no potencial deles e mobilizamos todos os professores da área”.

Klébia revela ainda que foram promovidas oficinas de reforço para os alunos com mais dificuldade em Matemática na hora do almoço e para aqueles com mais facilidade, a prioridade foi ampliar os conhecimentos.

Compartilhe: