EDUCAÇÃO

Voltar
23/05/2019 | 13h08 | Seduce

Livro e exposição do Instituto Unibanco reconhecem trabalho de cinco diretores de escolas estaduais


Seduce

Diretores de cinco estaduais de Goiás receberam reconhecimento nacional pelo trabalho que desenvolvem. Os detalhes de como esses gestores transformaram a realidade da instituição de ensino onde trabalham são contados em detalhes no livro “Ser Diretor”, lançado pelo Instituto Unibanco.

Os registros do jornalista Eder Chiodetto também renderam a exposição fotográfica “Ser Diretor – Uma Viagem por 30 Escolas Públicas Brasileiras”, que entrou em cartaz no dia 7 de maio no Museu de Imagem e Som (MIS), em São Paulo.

Para produzir o livro e a mostra fotográfica, Chiodetto viajou por seis estados brasileiros: Goiás, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Pará e Espírito Santo. Em Goiás, a passagem do fotógrafo aconteceu entre os dias 27 e 31 de março de 2018. Ele visitou cinco instituições de ensino de quatro municípios, que desenvolvem ações do programa Jovem de Futuro, mantido pelo Instituto Unibanco.

Os colégios estaduais visitados foram Professor José Reis Mendes, em Trindade; Irmã Gabriela, em Goiânia; Rosa Turisco de Araújo, em Anicuns; e Dona Torinha e Professor Antônio Marco de Araújo, ambos em Luziânia. Respectivamente, os gestores em destaque foram Wanessa Cardoso e Silva, Weberson de Oliveira Moraes, Vanuza Bizerra dos Santos Faria, Rosana Mara de Paiva Marina Campos e Eliane Lara de Ribeiro Moraes. 

Harmonia

Uma das personagens do livro é a professora Eliane Lara, diretora do C. E. Professor Antônio Marco de Araújo. Ela assumiu o cargo há dois anos e seu maior desafio à época foi mudar a imagem negativa da escola e o cenário de violência que cercava a instituição de ensino, que por muitos anos era chamada pela população de ‘Carandiru’.

Entre as ações adotadas pela diretora para garantir maior segurança à comunidade estudantil está a instalação de 32 câmeras de vigilância. Os equipamentos fazem o monitoramento de toda a parte interna da escola e das imediações.

No final da semana passada, a diretora Eliane teve a oportunidade de ir a São Paulo conhecer a exposição do Instituto Unibanco, acompanhada da coordenadora regional de Luziânia, Raquel Machado. “Me senti orgulhosa e emocionada por fazer parte do livro. Durante a visita ao MIS, pensei o tanto que já foi feito e o tanto que ainda falta fazer. Esse é um desafio para todos nós, educadores”, diz a gestora.

Diretor do Colégio Estadual Irmã Gabriela desde 2015, Weberson de Oliveira Morais também foi ao MIS/São Paulo conhecer a exposição e participar de um ciclo de debates sobre gestão educacional. Uma das ações mais importantes de Weberson em sua escola foi priorizar o aprendizado dos alunos e promover uma clima de harmonia e maior cooperação entre os professores.

“Quando assumi a direção, o colégio passava por um problema sério de relacionamento humano, o clima na sala dos professores era hostil. Sem democracia, totalmente deliberativo.  Promovemos encontros, aulas diferenciadas no contraturno. Sentamos com todas as áreas para fazer um planejamento pedagógico. A escola só é escola pelos alunos. Diretor é aquele que escuta o tempo todo”, afirma Weberson.

Sobre o projeto

O livro “Ser Diretor” reúne fotos de 30 escolas públicas brasileiras e traz histórias de gestores que fazem a diferença no cotidiano da comunidade educacional por sua dedicação e comprometimento. “São lideranças que enfrentam cotidianamente desafios e dificuldades presentes em nossas escolas, sem perder de vista quais processos e recursos devem estar a serviço da aprendizagem do estudante. O exercício de uma boa gestão nos condiciona a buscar respostas para questões decisivas. Ao jogar luz sobre ela, podemos aprender sistematicamente sobre quais práticas funcionam melhor em nossa realidade, fomentá-las e disseminá-las”, destaca Pedro Moreira Salles, presidente do Conselho de Administração do Instituto Unibanco na apresentação do livro.

Visualize a versão digital do livro “Ser Diretor” em http://livroserdiretor.org.br/#livro.

Compartilhe: