30/01/2018 | 14h24 | Silvio Sous, da editoria de Urbanização

Comurg intensifica ação de limpeza após estragos causados pela chuva


Além das árvores e galhos caídos, as águas trouxeram muita sujeira para as ruas

 

A Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) intensificou suas ações de limpeza após forte chuva que caiu no princípio da noite de ontem, 29, na capital. De acordo com levantamentos do órgão, vários locais públicos sofreram pelo menos algum tipo de dano material, exigindo mais trabalho dos servidores. O temporal derrubou sete árvores, causando transtornos aos moradores, e também cerca de 10 praças públicas tiveram estragos e já passam por reparos. 

 

A região Sul foi a mais afetada com a queda de galhos nas ruas e calçadas. O setor Jardim América teve o maior índice de ocorrências. Os moradores das Ruas C-131, Rua 159, Rua C-32 e Rua T-06, na divisa com Setor Bueno, tiveram dificuldades de locomoção com seus veículos, após as quedas de árvores que interditaram as vias. Uma equipe da Comurg que estava de plantão foi acionada para execução dos serviços.

 

Já na Av. Nerópolis, localizada na Vila Clemente, mais transtornos por conta da chuva: após intenso trabalho, os galhos de uma árvore que caiu foram retirados e a passagem desobstruída. No Jardim da Luz, na Av. Planalto, fundo do Hospital de Doenças Tropicais (HDT), uma árvore de meio porte caiu, impedindo o trânsito local. Outro incidente com galhos aconteceu na Alameda das Mansões, no bairro Capuava. Todas as árvores e galhos já foram retiradas por equipes da Comurg. 

 

Além das árvores caídas, as águas da chuva trouxeram bastante sujeira. O Córrego Cascavel, nos pontos onde transbordou, trouxe acúmulo de lixo, exigindo maior atenção da equipe de limpeza. 

 


Parque Vaca Brava – O temporal que caiu na noite de ontem também contribuiu para o acúmulo de lixo no Parque Vaca Brava de Goiânia, após festa de alunos aprovados em instituições de ensino superior. Foi preciso deslocar 20 servidores da Comurg para auxilar a AMMA na limpeza de toda sujeira acumulada pelos jovens. Garrafas, papéis, papelões, sacolas plásticas, além de galhos e folhas das árvores contribuíram para o aumento do volume de lixo e danos causados pela forte chuva. A operação de limpeza durou todo o período da manha. 

 

Segundo o presidente da Comurg, Denes Pereira, normalmente são utilizados dez sacos de lixo para os serviços de limpeza das vias do parque. “Já nesta operação, todo lixo retirado do parque dava para preencher 80 sacos de 50 litros cada, e isso exigiu um reforço na operação”, afirmou. 

Compartilhe: