31/01/2018 | 14h17 | Sumaia Vilela

De julho até agora, Brasil teve 213 casos confirmados de febre amarela; 81 pessoas morreram


De primeiro de julho do ano passado até agora, o Brasil teve 213 casos confirmados de febre amarela. Desse total, 81 pessoas morreram. Desde o último balanço do Ministério da Saúde, feito há uma semana, foram mais 83 novas infecções, das quais 28 resultaram em óbitos.

 

Em todo o país, os casos notificados já chegaram a mil, mas 430 já foram descartados. Outros 430 ainda estão em investigação. Vários estados possuem pacientes sob observação, mas os casos confirmados, quando se sabe com certeza que é febre amarela, estão em São Paulo, com maior número de doentes e de mortes, Minas Gerais, Rio de Janeiro e o Distrito Federal, que tem uma única confirmação.

 

O período escolhido para contabilizar os casos da doença, a partir do mês de julho, e não de janeiro de cada ano, se relaciona ao ciclo da febre amarela, que costuma aparecer mais no verão, segundo o Ministério da Saúde.

 

A febre amarela é uma doença com mortalidade elevada, transmitida por mosquitos, e não por macacos. Até agora todos os ambientes de contaminação estão em zona rural, de acordo com o órgão. O último caso da doença no meio urbano foi registrado oficialmente em 1942.

Compartilhe: