10/05/2018 | 17h59 | Polyana Soares

Maio é o mês Nacional do combate ao Glaucoma


Conheça á importância da prevenção contra a doença silenciosa que pode causar cegueira irreversível

 

Dia 26 de maio marca o dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Durante todo o mês de maio a Sociedade Goiânia de oftalmologia, realiza campanhas sobre orientações da doença. A data relembra a importância da prevenção. Segundo o CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), a doença atinge de 2% a 3% da população brasileira acima de 40 anos.

 

Glaucoma é um conjunto de doenças oculares que provoca danos ao nervo óptico – parte do olho que carrega a informação visual até o cérebro –, Por conta disso é considerado o principal responsável por casos de cegueiras irreversíveis. Na maioria dos casos pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo.

 

Segundo o Oftalmologista Fausto Cazorla, “Se a pessoa faz um diagnostico no começo da doença e controla adequadamente, ela consegue não perder a visão, e não ter o prejuízo que a doença pode trazer”. Quanto mais rápido for o diagnóstico, maiores serão as chances de evitar a perda da visão.

 

O Oftalmologista diz que a doença está relacionada à pressão alta dos olhos e hipertensão ocular. Mas que, essencialmente está definida pela lesão do nervo óptico. Podendo levar a cegueira em casos mais avançados.

 

O aposentado Vanderlã Siqueira de 69 anos, fez uma cirurgia no olho. 20 dias depois teve a oportunidade de experimentar o óculos virtual que mostra o que é o Glaucoma. “Geralmente a gente é muito descuidado. Só vendo assim pra ver a realidade”, disse.

 

Segundo o médico, quanto mais cedo o diagnostico da doença, menor a chance de causar cegueira. Por isso, a prevenção e os exames de rotina são essências. “O Glaucoma é identificado na consulta oftalmológica de rotina. Então o médico oftalmologista é a pessoa adequada e qualificada para fazer a triagem e identificar os casos, de preferencia iniciais. Que é onde a doença pode ser controlada”, explica.

 

Após as orientações, Vanderlan faz regularmente os exames de prevenção. “Melhor remédio é prevenir, ir sempre ao Doutor e pegar orientações”.

 

Compartilhe: